Início » Coari » TOCANDO OBRAS EM COARI

TOCANDO OBRAS EM COARI

Calendário

Março 2013
M T W T F S S
« Fev    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 3.358 outros seguidores

O dia mal começa e o prefeito Adail Pinheiro já está nas ruas, fiscalizando e acompanhando de perto a execução dos trabalhos que estão tirando o município do estado de emergência (Saúde, Educação e Infraestrutura urbana) desde o dia 1º de janeiro de 2013. Dia 22 de março, uma sexta-feira, o prefeito pretende inaugurar a nova escola de 12 salas de aula, localizada entre a 10ª DR e a escola Rui Alencar, também erguida em sua gestão. Todas as escolas da rede municipal de ensino estão sendo reformadas e equipadas, bem como as unidades básicas de saúde, que além das reformas estão recebendo estão recebendo gabinetes odontológicos e equipamentos para exames de diagnóstico da dengue e malária.

A reinauguração das escolas e das UBS também deve acontecer dia 22, quando o prefeito anunciará parte do grande pacote de obras que vai lançar, no final do mês de abril, e que vai transformar Coari num grande canteiro de obras.

Energia 24 horas, um antigo sonho que está sendo realizado 

Mais de 1.420 dias se passaram, ao longo dos últimos anos, sem que alguém tivesse a vontade e a coragem de levar energia elétrica contínua para as comunidades rurais do município de Coari. Milhares de pessoas serão beneficiadas com mais conforto, qualidade de vida, inclusão social e perspectivas de desenvolver novas atividades econômicas. Bastaram pouco mais de dois meses, à frente da Prefeitura Municipal, para que o prefeito Adail Pinheiro colocasse em atividade o programa Luz para Todos e toda a costa do Jussara, numa extensão de 84 km – de São Pedro do Tauana até Lauro Sodré -, vai receber energia elétrica 24 horas por dia.

A costa da Santa Rosa também já recebeu o cabo aquático que vai levar energia elétrica contínua para todas as comunidades naquela área, da Esperança I até Vila Lira. Boã, Batelão e Espírito Santo do Isidoro são comunidades que também estão contempladas. No último dia 09 de março, cerca de três quilômetros de cabo aquático foram lançados entre a comunidade do Itapéua e a comunidade Santa Maria e outras centenas de metros entre as comunidades Ananidé e Esperança I numa megaoperação que contou com trabalho de mergulhadores, a utilização de potentes rebocadores e o acompanhamento pessoal do prefeito Adail Pinheiro.

Uma grande festa, brevemente acontecerá, para marcar a chegada definitivamente da energia 24 horas nestas comunidades. Até o final do mandato do prefeito Adail Pinheiro todas as demais comunidades rurais terão energia elétrica durante todo o dia.    

Moradia sim, invasão nunca mais 

Com esta medida a Prefeitura Municipal de Coari pretende acabar, de uma vez por todas, a “indústria da invasão” que vinha sendo estimulada no município nos últimos anos. O prefeito Adail Pinheiro, através do programa federal Minha Casa Minha Vida, já garantiu a construção de duas mil casas populares em alvenaria. Uma equipe da Secretaria Municipal de Terras e Habitação (Setha) esteve, nesta quarta-feira(13), no loteamento Cidadão I, localizado na estrada do Aeroporto, para fazer cadastramento das famílias que ali estavam ocupando irregularmente, há oito meses, uma área pública com 183 mil metros quadrados.

Nesta área será construída a 2ª etapa do Minha Casa Minha Vida. Apenas dez famílias estavam residindo em barracos improvisados, mas toda a área do Cidadão I já estava dividida em lotes, inclusive por pessoas que possuem casas em diversos pontos da cidade. As famílias que foram cadastradas serão removidas para o bairro Nazaré Pinheiro, onde a prefeitura já iniciou o processo de urbanização.

Peixe vivo na feira 

A Feira do Peixe Vivo, iniciada no último dia 09 de março vai até a sexta-feira santa, dia 29. Realizada pela primeira vez, o comércio de peixe vivo, direto do produtor para o consumidor agradou aos produtores e também à população. A feira acontece diariamente durante todo o horário comercial. Toneladas de tambaqui, pirarucu e matrinchã estão sendo comercializados a preços populares. Além do preço, garante o secretário José Henrique, da Agricultura e Infraestrutura Rural (Safrar), a qualidade do peixe é outro atrativo, pois os animais são inspecionados no criadouro pelo engenheiro de pesca contratado para atestar o produto e preserva a saúde da população. Outra vantagem proporcionada pela feira é a oferta de pescado neste período de entressafra, quando o peixe é escasso e o preço bastante elevado no mercado municipal, onde opera a figura do atravessador ou “marreteiro”. “Além disso, a Lei do Defeso não atinge os peixes criados em cativeiro, podemos vender em qualquer época do ano”, comemora o presidente da Associação dos Piscicultores Coarienses, Luiz Vasquez Filho.

Para a realização da primeira feira do peixe vivo, alguns produtores encontraram algumas dificuldades, visto que nos últimos anos nenhum investimento na área foi efetuado pelo governo municipal, principalmente para garantir o escoamento. “As estradas, as vicinais e os ramais serão recuperados. Estaremos presentes em toda a cadeia produtiva, da entrega do alevino até a venda do peixe em 2014”, assegura o secretário.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: