Telhas de tipologia secular da Biblioteca Pública do Estado começam a ser fabricadas em Iranduba

A secretária estadual de Infraestrutura, engenheira Waldívia Alencar, acompanhou o início do processo de fabricação das telhas de época da Biblioteca Pública do Estado, que iniciou na última quinta-feira, dia 2 de agosto, na unidade fabril da Cerâmica Manauara, da marca Miranda Corrêa, empresa situada no km 2, da Rodovia Carlos Braga, no município de Iranduba, na Região Metropolitana de Manaus (RMM).

A empresa é a responsável pela fabricação das telhas de tipologia do século passado, que foram encomendadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) e que vão compor o telhado da Biblioteca Pública Estadual, que passa por obras complementares finais.

O objetivo da visita, de acordo com Waldívia Alencar, foi conferir, juntamente com engenheiros e técnicos da Seinfra, a forma de fabricação, os cuidados com o material que está sendo produzido que possui características específicas e alertar à empresa sobre os cumprimentos dos prazos de entrega do material, uma vez que o assunto tem recebido especial atenção do governador Omar Aziz, que objetiva reabrir o prédio e entregá-lo à sociedade para utilização tão logo cumpra-se esses serviços complementares.

“Nosso objetivo aqui é acompanhar todo o processo, garantir que tudo saia dentro dos prazos contratuados pelo Governo do Estado, primar pela qualidade do serviço e mais ainda, atender aos anseios da sociedade que solicita a reabertura do prédio, que é um dos ícones do patrimônio histórico, arquitetônico e intelectual da cidade”, observou a secretária Waldívia Alencar.

Conforme informou a diretora e administradora da empresa, Glória Macedo, na quarta-feira, dia 1º, tiveram início os testes com o material e, a partir de ontem, dia 2, começou a fabricação das telhas de tipologia do século passado da Biblioteca. Segundo ela, por ser um material que deixou de ser fabricado no mercado há pelo menos 30 anos, a empresa necessitou fazer testes no molde que possui detalhes antigos.

“A telha Marselha tem uma característica de ser um modelo que só era fabricado artesanalmente, por isso os principais cuidados devem ser dados na hora das etapas iniciais de fabricação, como na moldagem. Mas, após isso, fica perfeito e pronto para fazer o telhamento”, garantiu a diretora, acrescentando que conclui a fabricação do material dentro do prazo exigido, e dando previsão de antecedência na entrega.

A empresa vai destinar duas de suas linhas de produção para se dedicar exclusivamente à demanda do Governo do Estado. Um total de 50 pessoas será envolvido no processo de fabricação. A empresa tem 60 dias para concluir a fabricação das peças. O encerramento das obras de reforma e restauro do prédio da Biblioteca Pública do Estado, localizada no Centro da capital, deve acontecer até o fim de outubro, conforme o cronograma da Seinfra.

Publicado por Amazonas Em Destaque

Um blog com os principais fatos e destaques do Estado do Amazonas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: